quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Cidades irmãs, Estados irmãos ou cúmplices?

RJ e ES têm uma longa e histórica solidariedade construída com as idas e vindas e uma geografia de fronteira, que determina uma certa "identidade cultural", embora para os antropólogos, esse seja um termo errado.

Ok, não há estofo para arguir os acadêmicos, mas é fato que certas cidades do sul do ES se parecem mais conosco que nós mesmos, e vice-versa.

Enquanto eles estudam, compram aqui, e levam para lá nossos carros roubados, nós vamos à praia por lá, e despejamos nossos IPVA nas cidades como Guaçui, Apiacá, BJ do Norte, que devem ter mais carros licenciados que habitantes, tamanha é a fraude.

Para o bem, ou para o mal, somos quase campixabas.

ES e RJ, no formato (os estados têm desenho semelhante), no relevo(mar e montanha), e até comparando a nossa planície lamacenta, com os limites semi-planos de Linhares e o sul baiano, são quase gêmeos.

No (mal) uso dos royalties não poderia ser diferente.

Então, onde vai a corda, vai a caçamba.

E se é certo que o CIRCO pousa nas cidades, é na estrada que ele vive. O CIRCO está na estrada.

Nenhum comentário: