sábado, 5 de novembro de 2011

Casa grande & senzala.

O que você responderia se visse alguém maltrapilho, como pouca educação, sinais evidentes de pouca saúde, e que estivesse com as mãos estendidas em ato de súplica ou ajoelhado pela humilhação da carência?

Um pedinte, é claro, como a imagem aí de baixo.



O que você diria de um povo, com educação a níveis africanos, saúde pública em pedaços, sem esgoto tratado, que perambula por ruas sujas e desordenadas, onde carros, camelôs e comerciantes invadem calçadas?

Uma multidão de pedintes.

Essa é a imagem que me vem a cabeça quando ouço falar em manifestações "populares" pelos royalties. Não passamos de uma turba a pedir esmolas milionárias para cevar a casa grande, enquanto a senzala se alimenta dos restos.

3 comentários:

Anônimo disse...

Concordo plenamente com sua colocação,porque as pessoas estão manifestando pelo que elas não irão receber.Campos tem mto dinheiro,que sobra para atender as necessidades da população.Se essas necessidades não estão sendo atendidas,é porque esse dinheiro não está indo para onde deveria.
Para onde esse dinheiro está indo então?Para o meu bolso,certamente que não está,rsrsrsrs!!
Com certeza esse dinheiro vai fazer falta,só que se pensarmos bem,quantos municípios maiores que Campos e q não têm arrecadação dos royalties estão muito melhores economicamente??Algo está muito errado!!

Anônimo disse...

Não bastassem os absurdos que já estão sendo cometidos com nosso dinheiro na “organização” do Mundial no Brasil, nossos deputados trataram de deixar a situação ainda mais indecente.

Eles conseguiram aprovar, na Câmara, medida provisória que permitirá a utilização de recursos oriundos do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), dinheiro que pertence a todos os trabalhadores formais do Brasil, na construção e reforma de estádios para o torneio.

A “brilhante” idéia partiu da cabeça do deputado Renato Molling (PP-RS).

Cabe agora ao Senado e também à presidenta Dilma Rousseff ratificar ou engavetar a decisão.

Tomara atendam aos interesses populares e não de uma minoria preocupada apenas em enriquecer nos próximos três anos.

Anônimo disse...

esse não eh o caminho.. interromper uma br federal prejudicando pessoas que nao tem nada a ver com a situaçao pessoas essa que nao vao entender a mensagem passada pelos manifestantes que e justa.. mas nao foi apresentada de maneira coreta para os brasileiros entendam a posiçao dos estados produtores de petroleo...
a manifestacao fosse a sequinte.... inavadir as plataformas de petroleo ou refinarias interronpendo assim A PRODUÇAO DE PETROLEO ai sim surtiria um efeito desejado para todo Brasil entendesse a mensagem, e nao meia duzia de gatos pingados que por "livre e espontanea pressao" estao la fechando uma br federal o siprosep estava presente e a prefeita tambem.. engraçado quando o siprosep vai procurar a prefeita para debater interesses da classe dos servidores publicos a prefeita rosinha nunca recebe os sindicalistas mandando sempre seus paus mandados secretarios...