quarta-feira, 12 de outubro de 2011

O caso "Meninas de Guarus" ainda sem solução em Campos



Em alguns lares, no dia de hoje, algumas crianças não são mais crianças. Roubaram-lhes a inocência, violaram seu corpo, e lhes apresentaram o mundo adulto pela porta da infâmia.

Em outros lares, não haverá criança alguma. Só o vazio, a angústia que soterra a memória, e a sensação de impotência frente inércia das autoridades, que premiam criminosos com impunidade.

O excesso de ilegalidades e agressões a leis e valores que assistimos todos os dias parece que banalizou nossa indignação, e nos fez cúmplice pelo silêncio.

Será que teremos que esperar pela briga entre poderosos que os façam usar o que sabem contra inimigos, e então, virá a vingança travestida de justiça?

Quem sabe? Esse blog sempre se debateu pelas apurações, e hoje, diz:
Se é essa cidade que querem, que viola meninas, que seja então.

Daqui por diante, só nos resta aguardar. Eu já deixei as esperanças pelo caminho. Lá atrás.

Enquanto isso, a história se esvai pelo ralo do esgoto da História, e periga se tornar mais uma "lenda urbana", dentre todas outras.

Nenhum comentário: