sábado, 22 de outubro de 2011

As estranhas entranhas do football business.

Antes que se levantem as vozes dos moralóides de plantão, aqui vai um recado: Esse blog é escrito por alguém que apóia o governo Dilma, como o fez com o governo Lula, logo, desnecessário berrar por uma imparcialidade inexistente, porque já provamos impossível.

Todos defendem algum interesse quando escrevem, e defender interesses é fazer política.

Tenho procurado me afastar dos debates sobre o ministro Orlando Silva. Talvez por preguiça, conveniência, e alguma cautela.
Tão precipitado como acusar sem provas, é absolver sem investigação, e todos os ocupantes de cargos públicos estão sujeitos à intempéries dos pré-julgamentos apressados, e já se submetem a liturgia dos cargos sabendo disso,  não raro, usam desses expedientes como ferramenta de luta política contra adversários.

Então, ao Ministro resta menos choradeira e provar sua inocência. Mas e a nós, o que resta? Restam algumas lições, creio eu.
Vamos a elas:

01- Assim como o capitalismo se despregou da ideia de Democracia, ao redor do mundo, a imprensa e seu jornalismo de grandes corporações também se distanciaram de qualquer respeito as regras e ao Estado de Direito. A cobertura dos fatos(ou das versões que tentam impor)relacionados ao ministro, a Copa, ao Ministério, etc, não ajudam em nada ao espectador a compreender o que se passa, até porque, esmiuçar o conjunto de relações espúrias que se dão por detrás de eventos dessa magnitude ferirá de morte os interesses dos sócios, e do próprio PIG.
Lembrem-se: Empresas de midia são um dos grupos que mais lucram com Copa e Olimpíada.
É possível que o Ministro tenha deslizado ou cochilado em algum ponto de sua gestão, e que esse erro ou dolo mereça uma demissão? É claro que sim.
Mas onde estão as provas, meu deus? Se fossem blogs de incautos, sem estrutura ou "compromisso com a informação"(como se auto-proclamam do barões da mídia), sem produção, sem batalhões de repórteres e informantes, sem sites e servidores com conexões de super banda larga de conteúdos infinitos, etc, que caluniassem  ou ventilassem acusações sem prova, aí estariam todos os motivos para censura, ações judiciais, e pior, condenação pública de blogs e internautas pelo sua natureza anárquica na comunicação. Alguns editorais solenes, com voz empostada do locutor, a pedir a cabeça de blogueiros irresponsáveis.

Mas para os barões e seus jornalistas de coleira, todos os "erros" que cometem, e ceifam vidas e honras, são os efeitos colaterais que temos que suportar pela chamada "liberdade de expressão", que no caso deles, não obedece limites, nem regras.

02- Como um evento de zilhões de dólares, ficou claro até para o mais empedernido adversário do governo Dilma que a Fifa, aquele antro de ratazanas futebolísticas, enxergou no ministro e na Presidenta obstáculos ao seu apetite voraz por verbas públicas. Parte desse embate, onde Orlando Silva é chicoteado na praça midiática, é que move as pautas das redações do PIG.

03- O desconhecimento de todos os vetores desse sistema de forças, a total ausência de raciocínio faz com que alguns setores da blogosfera, uns por ingenuidade, outros por mau caratismo mesmo, se lancem na tarefa de repercutir e ampliar os desgastes do ministro(que repetimos: pode e deve ser punido caso algo reste provado em sua conduta). Engraçado ver a turmo do deputado garotinho, por exemplo, que tem em Ricardo Teixeira como inimigo figadal, promover o linchamento de uma das autoridades que se colocou entre o capo da CBF e o dinheiro público. Como se vê, na falta de informação de qualidade, ou com informação distorcida, os lados se misturam.


Leia aqui mas algumas opiniões sobre o assunto. Antes saiba, o blog do Miro é escrito por um militante/simpatizante do PC do B. O Luis Nassif dispensa apresentações, e nem de longe pode ser considerado petista ou dilmista. É um tucano moderado.

Tire você mesmo as suas conclusões.






Por derradeiro, um recado: 
Se os milicianos da lapa quiserem reclamar, reivindicando para si o mesmo princípio da não culpabilidade, e que são vítimas da blogosfera local, aí vai um aviso: 
Até aqui, pelo que sei, nenhum notícia publicada contra o governo beduíno local foi contestada ou provada como mentirosa. Desde a fraude dos ônibus, o leite NAN, a falta de atendimento de saúde pública, caos na educação, compras superfaturadas, condenações por formação de quadrilha, inexistência de licitação de linhas de ônibus, abusos econômicos e políticos, etc, etc, etc. Todos esses fatos são apresentados com larga e robusta quantidade de provas e indícios que levem às autoridades ao processamento das dessas notícias.
Há casos inclusive, que a própria administração (fato raríssimo, mas acontece, é verdade)recua, e anula os atos suspeitos, como foi o caso da compra do leite em pó.
Mas na maioria das vezes, nesta cidade, os ataques a lei e a moralidade pública são mantidos, junto com os responsáveis, muito diferente das apurações e demissões que acontecem no governo federal.

Um comentário:

Anônimo disse...

Do Blog João do Microfone

Telhado de Vidro parte II

Caixa Preta Fundação Oswaldo Lima e Trianon

O blogueiro João do Microfone disponibilizou em seu blog a íntegra de uma denúncia anônima protocolada no Ministério Público Estadual que relata um esquema sério envolvendo agentes públicos da Prefeitura Municipal de Campos dos Goytacazes.

Por tratar-se de denúncia anônima e mantendo a presunção de inocência para os citados, não publicaremos a peça, mas em respeito aos leitores informamos que vale a pena a conferida, pois se trata de acusações de extrema gravidade e os leitores e eleitores de nossa cidade precisam ficar atentos acerca do destino possivelmente dado ao nosso dinheiro.

Cláudio Andrade

http://joaodomicrofoneoretorno.blogspot.com/2011/10/caixa-preta-fundacao-oswaldo-lima-e.html#comments