quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Pensando bem!

Não há nada mais coerente que uma Igreja com um papa nazista. Afinal, boa parte da história da Igreja, inclusive da Congregação que o atual papa chefiou, a antiga Inquisição, não se incumbiu em perseguir e queimar judeus?


O método de Hitler, que o papa ratzinger apoiou em sua juventude, só reduziu o tempo de extermínio e ampliou a "escala". Traços típicos alemães: eficiência e disciplina!

Nenhum comentário: