segunda-feira, 19 de setembro de 2011

O monopólio da futilidade!

O blogueiro não faz nem desfaz das redes sociais como o Facebook, nem julga os interesses de quem participa de tais instâncias de comunicação.

Cada um faz de sua vida o que bem entender, desde que ressalvados os interesses e direitos de terceiros.

Mas não deixa de ser engraçado ler em algumas cloacas locais, que alguns insistem em chamar de colunas sociais, os(as) "titulares" dos espaços criticando os participantes de redes sociais pelo excesso de exposição dos seus integrantes.

Queixam-se os(as) colonistas que todos querem sair do anonimato, e por isso, as redes são uma selva de pseudo-celebridades(mas que raios será uma celebridade?).

Bom era o tempo que sair do anonimato dependia da vontade, sempre com os devidos incentivo$, dos coloni$ta$ $ociai$, que monopolizavam costumes e padrões.

Quer dizer, esse tempo era bom só para eles, diga-$e.

Ainda bem que foi-se o tempo do monopólio da futilidade, e hoje as pessoas têm o direito de expor o vazio de suas vidas sem a intermediação de um(a) colonista, não acham?

Pelo menos é mais honesto.

2 comentários:

Anônimo disse...

Poxa, que legal, agora podemos ser idiotas sem necessidade de ser amigos de colunistas sociais.
Provavelmente, isso torna a coisa menos idiota.

Anônimo disse...

Caramba! Nunca tinha olhado por essa ótica.
Agora cada um faz os seus próprios 15 minutos de fama, sem depender da boa vontade do$ colunista$ $ociai$.
Um abraço.