sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Não custa lembrar...

Todos os crimes cometidos pela prefeita se consumaram desde o momento em que ciente do inteiro teor da sentença, e sem diploma ou mandato, permaneceu nas instalações da prefeitura, obstando o cumprimento de ordem judicial prolatada na sentença. Aliás, prefeita, mas por enquanto, pois seu mandato está sub judice e mantido a custa de liminar com prazo de validade.

Crime de responsabilidade (da prefeita temporária), formação de quadrilha (pelos seus acólitos, que se organizaram para que o crime fosse cometido) e prevaricação (pelo procurador-geral que deixou de requisitar em juízo a reintegração da posse que estava turbada).

Qualquer que seja o resultado dessa crise permanente, as apurações devem seguir seu curso, sendo prefeita temporária, ex-prefeita ou se for mantida no cargo, definitivamente.


Um comentário:

Sarcasmo S/A disse...

OK concordo com tudo que vc escreveu, mas a gente sabe que não vão fazer nada e não vai dar em nada