quinta-feira, 4 de agosto de 2011

A noiva cadáver!



Eis a imagem da pré-candidatura de um médico local, que tem pretensões alimentadas por uma dose cavalar de egolatria, um jornal de coleira, uma prefeita de aluguel de um rico empresário, e um partido recheado de zumbis, carpideiras e outros seres mortos vivos.

Como no filme de animação, quem lhe propôs "casamento" só quer mantê-lo no mundo dos (politicamente)mortos.

Nenhum comentário: