quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Chicago anos 20 é logo ali, e parece que foi ontem.

Por qualquer lado que se olhe, o episódio veiculado pelo blog Estou procurando..., acerca de suposto(s) tiro(s) disparado(s) contra a sede da procuradoria da pmcg é muito grave.

Se consideradas falsas as notícias que o chefe do grupo (também condenado por chefia de quadrilha, junto com o então chefe de sua polícia civil) tem costume de anunciar, bombasticamente, toda vez que está em apuros, teremos uma banalização perigosa, que levará ao total descrédito, possibilitando que existam atentados de verdade, sem que ninguém se importe.
É uma tática perigosa, que pode dar certo, como Hitler fez ao incendiar o Reichstag (parlamento), ou pode dar errado, no caso de Nero, por exemplo.
No caso local, temos a suposta invasão da SMEC, lá no início do governo, uma suposta notícia de tentativa de sequestro(quando um fotógrafo registrava cenas da casa do Cosme Velho para um revista local, quando o casal governava o Estado), tiros no carro do deputado (recentemente), greves de fome (quando flagrado pelos pecados capitais), e tantas outras mais.
Se foram verdadeiras, não se sabe, mas o que importa é que ninguém que não pertença aos quadros do bando da lapa, acreditam nessas "denúncias". Eu acho que nem o mais fiel seguidor e capacho acredita.

Agora o tiro na Procuradoria. Pois é, pode ser verdade, e novamente, ninguém vai acreditar. Mas se for, fica a pergunta: A que ponto chegou a administração dessa cidade, quando conflitos ou desavenças resultem em atentados? Se verdadeira a ação de quem tentou intimidar procuradores, perguntamos, de novo: O que há lá dentro, ou na pmcg, que provoque tamanho desespero ou ódio criminoso? Que interesses estão sendo contrariados?

Mas eu temo que mais uma vez, tudo ficará o dito pelo não dito, e só restará a repercussão pretendida, a que desvia a atenção, e nunca a que aguça a curiosidade para a verdadeira causa do problema.

Aliás, como tudo que diga respeito ao deputado e seu bando.

Eu tenho certeza, em meio a tantas dúvidas: A culpa é da oposição!

Nenhum comentário: