sexta-feira, 1 de julho de 2011

Notícias de SJB.

Vereadores da bancada governista abandonam o plenário sem votar o reajuste para os servidores


A sessão da Câmara de São João da Barra desta quinta-feira (30) foi, mais uma vez, marcada por tumulto por causa das calorosas discussões entre os vereadores – chegando a ser suspensa por duas vezes e estendida após o horário regimental, além de contar com o apoio da Polícia Militar. O clima mais tenso se deu ao final da sessão, quando os vereadores da bancada governista abandonaram o plenário, após saberem que o projeto de lei 006/11 (do Poder Executivo) foi suspenso pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro por inconstitucionalidade.

O projeto, que estava na pauta desta quinta-feira, propõe a modificação dos artigos 37 e 38 da Lei de Diretrizes Orcamentárias (LDO) de 2011; permitindo ao Executivo, criar crédito suplementar de até 50% , sem necessidade de lei autorizativa (atualmente, esse percentual é de 10%). Para que o funcionalismo não fique sem o seu aumento salarial, o presidente da Casa, Gerson da Silva Crispim, marcou uma sessão extraordinária para a próxima quinta-feira (7) na qual será apreciado, também, o projeto de lei 008 dispõe sobre o reajuste salarial de 7% para os servidores públicos do município, enquanto o 009, diz respeito à abertura de crédito adicional suplementar no valor de R$ 17.457.500,00.

Abertura - Como o de costume, a sessão foi iniciada com a leitura de ofícios; dentre eles, um que foi lido pelo vereador Jonas Gomes de Oliveira, que, atendendo orientações do seu partido (PMDB), solicitou a retirada de um requerimento protocolado pelos vereadores da bancada governista, solicitando a destituição do presidente da Casa, Gerson da Silva Crispim (PMDB). A matéria estava na pauta da reunião de hoje. Cabe ressaltar que Gerson foi eleito com 8 votos dos 9 edis. O único que não votou nele foi o atual secretário de Promoção Social, José Amaro Martins de Zouza (Neco) que reconheceu, logo em seguida, que votou errado.

Apresentado pelo presidente Gerson da Silva Crispim (Gersinho), foi aprovado pela Casa o requerimento nº 108/11, solicitando à Secretaria de Transportes que coloque matéria-prima na estrada de Campo da Praia - Enjeitado e Palacete - Enjeitado, no 5º Distrito. Ainda na sessão, foram aprovadas duas indicações. Uma para dragagem do Rio Paraíba na Cehab e a outra, para colocação de mais tachões na estrada do bairro de Fátima até Degredo.

Palestra LLX – Sobre a palestra que haveria hoje pela Gerência de Operações Portuárias da LLX, sobre o Complexo Portuário do Açu e seus impactos ambientais, a empresa enviou ofício à Câmara informando que não foi possível enviar um representante para falar sobre o assunto. “Convidei alguns amigos pescadores para vir aqui hoje, mas, mais uma vez, a gente vê o desrespeito da empresa com o povo. A LLX não procura o legislativo e a gente não tem como atuar como gostaria”, lamentou o edil Carlos Machado da Silva (kaká). (grifo do blog)

Nenhum comentário: