terça-feira, 21 de junho de 2011

Um pouquinho abaixo da superfície.

Quem se der ao trabalho de ler os principais jornais da região, vai ter a impressão que as disputas políticas em SJB servem como um tenebroso espetáculo de quinta categoria.
Material farto para as futricas que alimentam as redações de nossa imprensa marrom.

Mas o principal, o que deveria ser o alvo de reportagens ou debates acalorados, como sempre, escapa a "argúcia" dos nossos "valorosos editorialistas".
Para justificar as verbas de propaganda oficial, mais vale investir na mesquinharia a propor algum debate sério sobre algo.

Não há vencedores em SJB.

A população TODA perdeu, pois as informações necessárias a fiscalização da execução orçamentária, que condicionava a suplementação solicitada, aparentemente, foram deixadas de lado com o recuo da prefeita, que preferiu abrir mãos dos créditos suplementares a dar acesso à informações que não são suas, ou de sua vida pessoal, mas de como gastou o dinheiro do contribuinte.

Deve ter muita coisa a esconder a administração local, a julgar tamanha resistência, agora coroada com essa desistência. Parece ter ficado claro a intenção do Poder Executivo local: gastar sem dar satisfação a ninguém!

Apresentado com um recuo tático em nome da continuidade administrativa, na verdade foi mais um duro ATAQUE ao interesse público do povo sanjoanense.

Por outro, se desistirem da investigação sobre os gastos públicos e do acesso aos balancetes, e apresentarem a nova situação como uma "vitória", os vereadores "engolirão a isca e o anzol", na medida que ficará claro que não havia outro interesse senão criar embaraços ao Poder Executivo.

Sem as informações devidas, é melhor fechar o parlamento local, que deixará de ter sua motivação precípua para existir: Fiscalizar o Poder Executivo na execução do Orçamento.

Aliás, como deveria acontecer com a nossa casa de telhado de vidro, a Câmara de Campos dos Goytacazes, que há muito tempo não serve para nada!

Nenhum comentário: