quinta-feira, 2 de junho de 2011

Notícias de SJB

Sessão da Câmara de SJB bastante tumultuada
Com o plenário lotado, a sessão legislativa da Câmara Municipal de São João da Barra teve início nesta quinta-feira, com um requerimento verbal proposto pelo vereador Jonas Gomes de Oliveira. Ele propôs uma moção de repúdio à prefeita de Campos, Rosinha Garotinho, que durante esta semana, teria especulado que parte do Super Porto do Açu pode pertencer a Campos. Após ser discutida por mais de 30 minutos, a matéria foi aprovada por cinco votos a três. “Colhi mais de duas mil assinaturas de pessoas insatisfeitas com o interesse de Rosinha. Nunca fiz uma moção de repúdio, mas em nome do povo sanjoanense, não podia me calar”, disse Jonas.
Em seguida, o presidente da Casa, Gerson da Silva Crispim (Gersinho) e o líder da bancada governista, Aluízio Siqueira começaram a debater sobre o pedido de suplementação de R$ 51 milhões enviado pelo Executivo. Vendo que a matéria não constava na pauta, os vereadores da situação, pela quinta vez consectutiva, saíram do plenário.
No entanto, Gersinho foi notificado, durante a sessão, da reconsideração do pedido de liminar feito pela prefeita Carla Machado para que a suplementação fosse votada. Só que segundo o texto, isso deve acontecer em sessão extraordinária, já marcada para às 14h da próxima terça-feira (07). 
Justiça – Carla Machado já havia impetrado uma liminar para que a suplementação fosse votada, porém, o juiz da segunda vara do município, Leandro Loyola de Abreu, havia indeferido. Um pedido de reconsideração foi feito e deferido na última quarta-feira.
Proprietários e produtores rurais do Quinto Distrito fizeram manifestação na tarde desta quinta em frente à Câmara. Para evitar tumultos e contratempos, desde cedo, quatro viaturas da Tropa de Choque da Polícia Militar permaneceram no local. Parte dos manifestantes aproveitaram a ocasião para assistir à sessão legislativa.


Da ASCOM da Câmara de SJB

Nenhum comentário: