domingo, 5 de junho de 2011

Considerações sobre o movimento dos Bombeiros!

Vou repetir o que disse há alguns dias: No serviço essencial, o SERVIDOR tem que ser essencial!

Logo, não valem as chantagens midiáticas, pagas a soldo alto pela propaganda oficial para incutir na população desaprovação a justa reivindicação dos companheiros bombeiros.

Esse argumento CANALHA do amor e vocação pela profissão é um acinte: o dono do supermercado não recebe as compras com AMOR, nem o banqueiro recebe minha VOCAÇÃO em troca do empréstimo feito para cobrir nossos orçamentos domésticos, nem o dono da escola recebe com AMOR as mensalidades, e por aí vai.

Quem falhou e permitiu que a situação chegasse a esse ponto, como em todos os movimentos de servidores de outras categorias foi o governo do Estado, personificado na pessoa do Excelentíssimo Senhor Governador, e a escala de responsabilidades desce na escala hierárquica, e não sobe, como pretende Sua Excelência ao exonerar o comandante.

No entanto, os companheiros bombeiros erraram ao impedir a saída das equipes do quartel central, como restou exibido nas imagens da TV.
Já os danos nos pneus da viatura, resta apuração, pois nesses episódios é comum a ação de "infiltrados", ali colocados para provocarem desfechos trágicos e justificar a repressão violenta.
De qualquer forma, é preciso calma, para não desperdiçar toda a coesão conseguida até aqui.

Mas, de todo modo, sobrou uma aula de mobilização dos bombeiros, que deve ser apreendida por TODOS os servidores. Esse é o sentido da presença de mulheres e crianças das famílias dos companheiros.
Mostrar aos seus que não se curvam diante das dificuldades, e que devem ter orgulho dos que lutam por seus direitos.

Um governo que gasta milhões de reais para comprar terrenos para empreendimentos milionários, e dá milhões de subsídios para indústrias multinacionais, ou aplica milhões de reais em propaganda junto os meios de comunicação, ao invés de investir nos seus servidores não tem estatura moral para rotular ninguém de vândalo.

O que o governo do Estado faz com o Orçamento é o verdadeiro vandalismo.

Não custa lembrar que o STF, na semana passada, julgou, em última instância que os subsídios fiscais (a chamada "guerra fiscal") é inconstitucional, logo, esse dinheiro tem que ser devolvido ao povo dos Estados que usaram dinheiro do contribuinte para financiar grandes empresas privadas.

TODO APOIO A GREVE DOS BOMBEIROS!

Um comentário:

Anônimo disse...

Vista-se de vermelho e APOIE A GREVE DOS BOMBEIROS!