segunda-feira, 16 de maio de 2011

Da série: Como funciona.

Bom, a despeito da decisão superior(restituída ao juízo de 1º grau) que suspendeu o mandato da prefeita, e que condenou um ex-prefeito, junto com os órgãos de comunicação usados para praticar abuso de poder econômico, a farra continua.

E não há sequer o cuidado de disfarçar. Foi um dos locutores do programa chapa branca da prefeitura que confirmou, agora a pouco:
Empreiteiras, que prestam serviços em contratos públicos, patrocinam a "nova" revista, encartada nas edições do jornal que não tem dono.

Na capa, e no conteúdo, loas e loas ao grupo político da lapa. Acintosa propaganda paga com dinheiro público, de forma indireta, é claro.

Se isso não é perpetuação do abuso, o que mais será?

Nenhum comentário: