terça-feira, 12 de abril de 2011

Sem eira, nem beira!

O PT de Campos não perde a mania de ficar à sombra dos outros. Eis que o presidente local da legenda anuncia que haverá um reunião para filiação de novos quadros, com vistas ao fortalecimento da nominata para as eleições legislativas municipais.

Até aí tudo bem.

Mas eu pergunto ao leitor desavisado, se ele pode adivinhar onde se dará o evento? Ora, por óbvio que a resposta seria: A sede do PT/Campos.

Qual nada! Vai ser na sede do PRP (que catzo é isso?).

Eu confesso que em anos e anos de militância e observação da cena política local e nacional, nunca vi um partido fazer uma reunião em terreno alheio!

Isso tudo poderia significar que se trata de uma solidariedade entre partidos afins, mas eu pergunto, de novo: O que é o PRP?

E como pode um subpartideco desses ter uma sede melhor que a do PT/Campos? Bom, novamente, o leitor desavisado perguntará: E podemos chamar de sede aquela pocilga que o PT mantém?

Daí que certas situações em política são simbólicas. Se não conseguem sequer alugar uma sede decente, como vão administrar uma cidade?

Será que chamaremos os quadros do PRP?

3 comentários:

Anônimo disse...

A nova sede do PT é na Avenida Alberto Torres 198( antiga sede do PRP).

Anônimo disse...

Douglas,
O vereador Albertinho apresentou um projeto de lei do tamanho do conhecimento que ele tem sobre o tema. Nele a Prefeitura seria obrigada a instalar detector de metais na porta das escolas municipais. Realmente, não esperava outra coisa de Albertinho...
Mas o que eu fiquei mais preocupado, foi que o projeto foi aprovado por unanimidade, e isso quer dizer que com o voto da vereadora do PT, que é especialista em educação.
Quanto a vereadora do PT posso até estar enganado, pois, talvez, ela não estivesse na câmara no momento da apresentação do projeto, mas que este projeto preocupa, isso sim.
Nossa câmara é uma vergonha!!!
Abs,
Gabriel

douglas da mata disse...

Ô Gabriel, como vai? Imagino que seu comentário seja acerca do tema violência nas escolas e o triste espetáculo patrocinado pelos abutres das tragédias.

Se esse for o caso, eu diria que concordo com sua preocupação.

E estendo essa preocupação não só ao mandato petista, que até agora só nos brindou com um pobre e rasa conpreensão sobre vários outros temas (essa visão reflete-se no nanismo político de seu mandato), mas aos setores sindicais e outras organizações e setores da oposição ao casal de prefeitos.

Embarcaram no sensacionalimo para fazer frente ao governo, sapateando sobre o sangue das vítimas e propagando o pânico.

O tema segurança em escolas é sério, mas por isso mesmo, deve ser debatido com serenidade e longe da comoção oportunista.

A pro(b)osta do vereador é só um triste reflexo disso tudo. E, convenhamos, dessa Casa não se poderia esperar muito mesmo!

Abraço, e grato por sua participação.

Um abraço.