terça-feira, 12 de abril de 2011

Troca de prisioneiros?

Agora que estão sem partido, ou pelo menos, foram expulsos do partido (PMDB), pelo qual foram eleitos, há de se perguntar qual a repercussão jurídico-eleitoral acerca da carreira política da prefeita e do vereador fiel escudeiro.

É caso para o PMDB solicitar a perda de mandato do vereador, como sanção pelos atos contrários ao estatuto e designações do partido na cidade no estado?

E a situação da prefeita?

Bom, se ficar comprovado que a decisão do PMDB favorece aos dois, há de se perguntar: Por que fazer o "favor" de expulsá-los?

Não era melhor tê-los "cozinhado", e impedido que pudessem inscrever suas candidaturas pelo PMDB, ou torná-los inelegíveis caso mudassem de partido?

Ou será que isso faz parte de um "acordo", que implica na carta de alforria de um vereador local, aliado do governador cabral e confinado no partido que foi recentemente alugado/vendido ao "atirador" da Lapa ?

Será que foi uma troca?

2 comentários:

Cleber Tinoco disse...

Douglas,

Postei algo sobre o assunto, veja:
http://clebertinoco.blogspot.com/2011/04/pmdb-faz-favor-rosinha-ao-expulsa-la.html



Abraços,


Cleber Tinoco

douglas da mata disse...

Fala Cléber,

Obrigado pela lembrança, vou colocar o link e a correção lá no post.

Abraços.