segunda-feira, 11 de abril de 2011

A Frente Vazia!

Não é para desconsiderar a importância do ato público realizado pela Frente de Oposição, na última sexta-feira, no Boulevard de Paula Carneiro, local de referência no tocante as manifestações políticas dessa cidade.

É apenas para constatar um fato: O movimento político que reinvindica a contestação ao poder local, personalizado na prefeita e seu marido deputado carece de peso e densidade.

Essa não é uma assertiva mediada pela quantidade de pessoas ali presentes, mas pela ausência de alguns.

Onde estão os demais vereadores que detêm mandato pelos partidos que integram essa Frente?

Será esse um movimento exclusivo do PT e sua vereadora?

Eu fico a observar alguns parlamentares tentando se equlibrar na corda bamba de suas dubiedades, querendo ser oposição, mas sem ser antipáticos, ou aderindo a tese da "oposição propositiva", como se na Democracia fosse dever da oposição "ajudar" o governo.

Não, não, não, meus caros senhores, o compromisso é manter o debate em torno de temas relevantes, com cordialidade, mas isso não quer dizer omissão e covardia, ou bom-mocismo, que a bem da verdade, esconde um tipo de oportunismo que pretende "ficar bem com todo mundo".

Há vereador que está é com medo mesmo, na medida que sua situação em relação a legenda indica que não obterá a vaga para concorrera a reeleição. Afinou a voz, como se o bom comportamento fosse desembocar em um desfecho diferente do que já se anuncia.

Há os que, cinicamente, acendem a vela para um lado, mas continuam a rezar nos altares da administração municipal, como forma de garantir recursos e apoio para a campanha, que se aproxima.

Assim, o cenário da cidade permanece o mesmo.

Quem olhar o estado do nosso espaço urbano, os questionamentos acerca de valores e prioridades, e comparar com o que vemos nas ruas, e por conseqüência, na atuação parlamentar, parece que está em mundos diferentes: De um lado, um lamaçal terrível, e de outro, um mundo cor-de-rosa. No meio, os vereadores da "oposição" tentando agradar a deus e ao diabo.

Nenhum comentário: