segunda-feira, 28 de março de 2011

No seu aniversário, o presente é ruim, o futuro vai ser pior!

De tudo o que já foi dito, destaco parte do texto de Roberto Moraes em seu blog. Não precisa dizer mais nada, pois contra fatos não há argumentos:

"(...)
Ser o 22º maior gasto com o pagamento de pessoal, incluindo as capitais. Ter o 20º maior orçamento em Saúde (também incluindo as capitais) entre todas as 5.563 cidades brasileiras, continuando com carências inadmissíveis para quem tem este extraordinário orçamento. Possuir uma média de gasto por aluno, matriculado na rede municipal de ensino, abaixo do investimento feito em cidades de mesmo porte, que não possuem a extraordinária renda dos royalties e com resultado péssimo no Ideb do MEC. Ter um custeio da máquina pública altíssimo com recursos que não se sustentarão na era pós-royalties. Investir apenas 11% da receita total do município. Ter arrecadações com as receitas próprias com ISS e IPTU baixíssimas que somadas às taxas e outros emolumentos ficam abaixo dos 5% da receita total do município, deveriam no mínimo, levar a um debate sobre o futuro que se terá pela frente.(...)"

Nenhum comentário: