segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

O homem está morto!

Não lhe parece estranho
Que deus esteja morto
Como disse aquele filósofo alemão
E você seja obrigado
A tomar prozac
Ou apelar para religião?

Não lhe parece estranho
Que normal é quem esquece
Que depois da morte nada acontece
A não ser a carne que fede
E depois apodrece?

Não lhe parece estranho
Que deus tenha escolhido então
Nos dar a morte de seu único filho
Como salvamento e redenção?


Ah, são os mistérios da fé
Você dirá então.
Mas que vida miserável
Onde para ter fé
É preciso negar a razão!

A razão está morta!
Graças a deus!
O homem está morto!
Graças a deus!

Nenhum comentário: