quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Os idiotas, as igrejas e as simplificações!

Ora, nada mais falso que misturar ocasiões, em analogias pobres e impossíveis, dada a diferença de cada tempo histórico e seu contexto, como querer que bananas sejam igualadas a melancias, em estágios diferentes de maturação.

Ora, como são incapazes intelectualmente de produzir conceitos, alguns blogs da planpicie lamacenta replicam outros textos, na esperança de conferir alguma legitimidade em suas falas. Tudo bem, eu concordo, uma boa cópia é sempre melhor que uma idéia original ruim.

Mas como não tem nada para oferecer, e nem sabem onde procurar, dada a baixa capacidade de cognição da realidade, procuram sempre o pior para colar e copiar.

Agora o tema é o aborto, as igrejas e a militância dessa ou daquela denominação. Quanta tolice: Todos sabem da origem do PT nas eclesiais de base, motivo de sua expansão em áreas periféricas e zonas rurais de conflito do campo, e que hoje conflita com o avanço do PT sobre as bases evengélicas, haja vista que a "nova classe média" parece mais suscetível a dogmática pentecostal a católica. Ou seja, até no campo religioso, o PT é o que mais plural nós temos, com respeito a todos. Não há uma posição única no PT sobre esse tema, e nem poderia, dada a variedade de grupos que disputam essa questão em seu interior.

Não querem votar no PT, paciência, mas criminoso é dizer o que a candidata não disse, e que faria o que nunca disse que faria, até porque, esses imbecis sabem que para alterar a legislação, o foro não seria o Executivo e sim um amplo e demorado debate no Congresso, onde todas as facções se manifestariam.

Mas preferências e calúnias à parte, ninguém pensou ou pensa em tolher a liberdade dogmática e de opinião de grupos ligados a religião. Como no PT ou no governo ninguém nunca pensou em censurar imprensa.

Mais uma vez, os canalhas distorcem para adequar a realidade aos seus desejos.
Já que pretendem a confusão pela propagação da ignorância, então desenhemos: Debater comunicação de massa e direito a informção não é censura, e em qualquer país do mundo democrático, a sociedade controle e delimita quais são os parâmetros da chamada liberdade de imprensa, pois em Estados Democráticos de Direito, não há valores tidos como absolutos.

Na outra ponta do problema, o PT sempre apoiou a militância de grupos religiosos nas lutas contra injustiças e a exclusão econômica, mas nunca deixou de denunciar, aliás junto com esses grupos religiosos dissidentes, os erros institucionais da Igreja de Roma, ou de qualquer outra. Como sempre, os idiotas e canalhas reduzem, e tomam tudo como se fosse um bloco monolítico, e o mundo se divide, outra vez, em preto e branco, certo ou errado. Quando desmascarados em suas hipocrisias, berram de novo, e se escondem atrás de alguma bandeira "generalista", tipo: Oh, minha liberdade de culto, oh, minna liberdade de imprensa, e por aí vai.

Logo, apoiar e torcer por uma Igreja dos pobres e pelos pobres, ou que esteja contra a violação de direitos humanos, não significa fechar os olhos para os aspectos temporais e falhos dessa organizações.

Muito menos, nos impede de dizer que lutar pelos valores universais da Humanidade não dá salvo-conduto para emprenhar(desculpem o trocadilho) o Estado laico com seus valores religiosos privados, como na questão do aborto.

Assim como a luta contra a repetição do Holocausto ou pela repressão ao antissemitismo não implica em querer que o Ministerio da Saúde oficialize e obrigue-nos a fazer circuncisão.

Ou a luta contra a islamofobia não implica na proibição de comer e comercializar carne porco ou comer durantes os dias do Ramadã ou apedrejar mulheres infiéis.

Aqui um parentêse: A noção religiosa de proibir o aborto como política pública de saúde (nunca como método anticonceptivo, vejam bem, idiotas) bebe na mesma fonte da Sharia e dos Estados-teocráticos, tão criticados, pasmem, pelos nossos neoudenistas da tradição, família e propriedade. Lá como cá, querem misturar Estado e religião.

Se as católicas e os protestantes são contra o aborto, ótimo. Quem quer ser católico e protestante que não faça, ou não permita que suas namoradas e mulheres façam. Mas veja, de acordo com as pesquisas, uma boa parte das mulheres que confessam ter usado o aborto como método contraceptivo, declararam ser católicas ou integrantes de alguma religião cristã.

Ora, se não conseguem convencer os seus, querem que o Estado o faça, e com isso, milhares de mulheres pobres morram em intervenções clandestinas, enquanto católicas ou cristãs ricas fazem o seu aborto em clínicas ricas e seguras, quem sabe com crucifixos dourados nas paredes. E quem sabe ainda por médicos que vão a missa com a família no domingo, todos respeitáveis e circunspectos em sua fé. Confessou, 'tá novo!

O que os estúpidos não querem ou não podem enxergar, tanto faz, é que Igreja e Estado não se misturam. Talvez a única passagem do texto publicado no blog dos idiotas que eu concorde, e inclusive tenha escrito sobre isso hoje, é que o PT ficou refém desse debate porque não o enfrentou.

Aí, canalhas, marinistas, serristas e outros idiotas que se dizem "neutros" colocaram na boca da Dilma algo que ela não disse, ou nas palavras deles: "levantaram falso testemunho". Isso não seria uma infração a um mandamento divino?

Esse é o debate. Mas os idiotas não o comprenderão. Azar o deles.

Dizem que nos ofendemos para não debater. Nada disso, quem foi ofendido não fomos nós, mas a inteligência e o bom senso.

3 comentários:

Anônimo disse...

MEU IRMÃO DOUGLAS SINTO MUITO , MAIS NÃO CONCORDO COM SUAS PALAVRAS E ME SINTO NA OBRIGAÇÃO DE LHE DIZER ALGO POR AMOR A VC COMO IRMÃO EM CRISTO JESUS , DEUS NOS CONHECE AINDA DO VENTRE DE NOSSA MÃE , DESDE ALI ELE JÁ TEM SEUS PLANOS PARA AQUELA VIDA . ENTÃO POR QUE INTERROMPE-LA ? JESUS TE AMA E QUER TE FAZER UM NOVO HOMEM , ELE PODE E QUER MUDAR SUA HISTÓRIA BASTA QUE VOCÊ QUEIRA E DEIXE QUE ELE FAÇA.ELE AMA O PECADOR E NÃO O PECADO ... ABRA SEU CORAÇÃO E VEJA O QUE É VIVER VERDADEIRAMENTE EM PLENA FELICIDADE . IRMÃO SEM JESUS NÃO DÁ!FICA NA PAZ !

douglas da mata disse...

Caro amigo,

Você tem direito a sua crença, a qual respeito, e eu a minha (des)crença!

Atente para o debate: Não defendo o aborto, até porque não é decisão minha fazê-lo ou não, por motivos óbvios e fisiológicos.

Defendo um Estado laico, onde questões de credo não dirijam políticas públicas.

O aborto é feito, gostem cristo, o delegado, os governantes, ou não.

A aborto é feito, goste o papa, o pastor, ou quem acredita em deus, e até por quem acredita em nele.

Então, abortemos a hipocrisia, afastemos a criminialização que não resolve, e cada um siga com sua consicência por ter tomado a decisão, seja crente ou descrente.

A diferença entre a mulher que faz aborto e crê e a que não crê em deus é só o tipo de culpa.

E como disse: boa parte das mulheres que fazem crêem, assim como os médicos que faturam alto com a clandestinidade.

Mas eu não quero que além da culpa (que é pessoal) elas sejam expostas a clínicas fétidas, porque não podem pagar, e porque o Estado não as assiste.

É só isso.

Klauss disse...

Vice diz que Serra vai ser contra direitos dos gays

POR FERNANDO MOLICA

Rio - Candidatos a presidente e a vice, José Serra e Indio da Costa decidiram atender a pedidos de lideranças evangélicas e, durante a campanha do segundo turno, irão condenar o Projeto de Lei 122/2006, que transforma em crime a discriminação a homossexuais.

CATÓLICOS CONTRA DILMA

Já movimentos católicos prometem não dar sossego a Dilma Rousseff no Rio. Grupos que atuaram contra a candidata do PT no primeiro turno vão redobrar seus esforços a partir da semana que vem. O trabalho inclui a colocação de cartazes e a distribuição de panfletos em paróquias do Estado. Todos abordarão a suposta defesa, por Dilma, da legalização do aborto. A candidata nega ter esta posição, mas católicos citam documentos do governo e do PT para contradizê-la.

Fonte: http://odia.terra.com.br/portal/brasil/eleicoes2010/html/2010/10/vice_diz_que_serra_vai_ser_contra_direitos_dos_gays_115311.html