quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Nota de falecimento!

O blog cumpre a dolorosa tarefa de comunicar a morte do companheiro Jurandir Siqueira Mota, aos 66 anos.

Velório ocorre na capela da Santa Casa, em frente ao Cemitério do Caju, com sepultamento previsto para 16 horas.

Ao companheiro, colega de profissão e amigo Frederico, filho de Jurandir, e a toda a família, nossos pêsames.

3 comentários:

douglas da mata disse...

Caro comentarista,

O seu comentário não foi publicado na íntegra por conter ofensas ao finado,

Mas a parte que me toca eu respondo:

1. Em reunião em abril de 2000, na casa de Luciano D'Ângelo à época, bem como em todas as reuniões na sede da FCJOL, fui o primeiro a redigir e entregar minha carta de demissão ao governo arnaldo vianna, quando teve termo a aliança política que nos mantinha lá. Aliás, da parte da FCJOL, fui eu quem redigi todas as cartas e as entreguei ao gabinete do prefeito;

2. O carro comprado adquirido na ocasião não foi financiado contando com os vencimentos do DAS 3(cerca de 800 reais) e depois, por um mês apenas DAS 2(cerca de 1400 reais) que fiz jus por um ano de serviço, ou seja: de março de 1999 até abril de 2000.

O veículo corsa branco, placa KRC 4199 RENAVAN 729398153, foi comprado junto a rodobens consórcio e a última prestação foi paga em dezembro de 1999, e a nota fiscal emitida em 20 de dezembro de 1999.

Quer dizer, apenas 12 prestações das 50 foram pagas com os valores
percebidos hoenstamente, correspondentes ao trabalho desempenhado, inclusive com a implantação e realização da Bienal de Campos dos Goytacazes.

Como pode ver, e tenho os documentos para comprovar, o carro começou a ser pago em 1994, haja vista que aquele grupo era de 50 meses.

Todos os dados relativos foram registrados em minha declaração de bens e valores de posse da secretaria de administração da PMCG, renovada em janeiro de 2000, quando ainda estava vinculado a PMCG.

É só fazer as contas, porque mal informado você pode ser, mas contas, até um idiota pode fazer.

Qualquer outro assunto sobre o tema, mande-me seu e-mnail, telefone e endereço e remeto as cópias.

De resto, vá se fuder!

Anônimo disse...

Como você mostra constrangimento pelo falecimento de um amigo, recorde sua nota quando Armando Nogueira morreu. É inesquecível sua sensibilidade e respeito aos mortos.

douglas da mata disse...

Quem for amigo do extinto armando nogueira que çhe preste as homenagens,

O que não dá para suportar é essa "comoção classe média" de quem nunca viu ou chegou perto de conhecê-lo, e fala como se tomassem café todos os dias.

Chega desse papo chato, vá pro inferno e quem sabe lá encontre o armando, editor de debates do PIG.