segunda-feira, 4 de outubro de 2010

garotinho, o PIG local e o garotismo!

Não há dúvidas: Se olhados com certa isenção, os resultados das eleições proporcionais do Estado, tanto a Câmara, quanto a ALERJ confirmam: o político  até agora condenado por formação de quadrilha é um dos grandes vitoriosos desse pleito.

Sua votação corroeu vagas dentro da base do governador reeleito, e no âmbito estadual, se o efeito avalanche  de votos não obteve a mesma proporção, é certo afirmar que o grupo da lapa vai ter certa influência na ALERJ.

Na sua cidade natal, mesmo acossado pela suspensão do mandato de sua esposa, o  até agora condenado por formação de quadrilha varreu o grupo garotista arnaldista.

Mais uma derrrota fragorosa para o PIG local, que afundou junto com o candidato o qual é ligado por laços do "coração", e também por laços "jurídicos", haja vista estarem juntos na sentença que sustou o registro do candidato, que sequer teve seus votos divulgados: um como beneficiário de abuso de direito econômico,  e o referido órgão como instrumento desse abuso.

Mas não há consolo nessa constatação, pois a possível permanência do primeiro-irmão, clone de prefeito pode abrir uma possibilidade de novos "acordos", com a reinvenção do garotismo local, com a adesão de desafetos que sempre estão prontos a responder ao tilintar das moedas das verbas oficiais de propaganda!

Nenhum comentário: