quinta-feira, 2 de setembro de 2010

A barata, o professor-triste, o PT e a caverna!

Se quiséssemos ilustrar com uma parábola, ou com um mito, a situação pela qual passa o PT e sua direção nesse momento e desde muitos anos atrás, serve como uma luva o que Platão escreveu na República: O mito da caverna!

Escondidos em sua própria incapacidade de livrarem-se dos grilhões de sua incompetência, míopes pela falta de algum debate ou "luz exterior", seguem os gaopetistas a imaginar que as sombras na parede são a expressão da verdade!

Agora, se somarmos a isso a infecta e úmida sede na qual o partido está localizado teremos a realidade imitando a imaginação, misturando assim Kafka e Platão!
Desse jeito, metafórica e realmente, o PT vive na caverna, e pior que isso: Sua direção involui até o estágio pré homo erectus! Uma estranha e cotidiana metamorfose!

Nenhum comentário: