quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Nó jurídico ou FEBEAPLÁ!

Bom, já que nos cabe o papel de esmiuçar a podridão dessa planície, façamos nosso ofício com afinco:

Ora, se houve uma eleição para a mesa da Câmara, e se os vereadores entenderam que o médico-vereador deveria estar entre eles, e se em alguns casos, o voto desse vereador que estava ausente no entender desses que lhe deram posse, de forma indevida, poderia mudar a composição da mesa diretora e empatar a eleição para alguns cargos, fica a pergunta:

Será que não acabaram por anular tudo de vez, inclusive a eleição da presidência, caso entendamos que se ele deveria estar onde não estava?

Sim, pois acrescentamos mais dúvida: O mandato não valeria desde que o presidente-clone-de-prefeito assumiu a vaga da ex-prefeita, logo, não deveria a eleição ter contado com esse vereador que estava ausente?

Com a palavra os jurisconcultos, rsrs!

E segue o nosso Festival de Besteiras que Assolam a Planície!

Ressalte-se o fato de que a eleição antecipada foi justamente para garantir um resultado que poderia ser diferente caso o médico-vereador estivesse presente, sendo ele, inclusive, um dos postulantes da presiência pelo seu grupo!

Rsrs!

Nenhum comentário: