terça-feira, 28 de setembro de 2010

Dois pesos, duas medidas, sempre!

Em primeiro lugar, deixemos as coisas claras:
Esse blog é contra a pena de morte.
Esse blog é pelo direito internacional da soberania e autonomia dos povos para decidirem com irão aplicar suas leis penais.

Por isso, não nos assusta que no último dia 23 de setembro, Teresa Lewis, condenada à morte pela Corte do Estado da Virgínia, EEUU, tenha sido executada por injeção letal.

O que nos assusta é o silêncio do PIG e de vários blogs, que, com silêncio e indiferença não gritaram pelos direitos humanos daquela mulher, nem acusaram os EEUU, muito menos o estado da Virgínia de atentar contra o gênero feminino.

Ninguém pediu o rompimento diplomático com os EEUU.

Detalhe: Virgínia foi submetida a um teste de QI, pois desconfiava-se de que não era capaz de entender a totalidade de seus atos, e o resultado deu 72, apenas dois míseros pontos acima do mínimo exigido para definir seu estágio cognitivo como "normal".

Outro detalhe: Seus dois cúmplices, que a manipularam(conforme consta do processo), sendo que um deles apertou o gatilho, para receberem o seguro da vítima, foram condenados a prisão perpétua, ao contrário de Virgínia.

Repetimos a pergunta da coluna A Semana, de Carta Capital: Será que toda essa indiferença se deu pelo fato de que ela não morava no Irã?

Quem sabe?

2 comentários:

Anônimo disse...

O PIG só se preocupa com a vida humana no Irã, em Cuba e na Venezuela.
Na Arábia Saudita eles matam, decepam mãos, não existem eleições e o PIG nunca falou nada. No Irã tem eleições diretas para todos os cargos, porém adotam a pena de morte, a exemplo dos EUA, Arábia, etc... o PIG acha o Irã um escândalo.
O PIG não é apenas um partido político safado. Na verdade, comanda muitos países, se alimenta, principalmente, das fezes e vômitos políticos produzidos nos EUA.
O interessante é que o pessoal do PIG se considera inferior aos americanos, defendem os interesses destes igual ou melhor que eles próprios, mas viveu governando o Brasil e muitos outros países. Não conseguem engolir o fato de não voltarem a governar o Brasil, a Venezuela, a Argentina, a Bolívia, etc...
Dizem ser responsáveis pela estabilidade econômica brasileira. Acho que se esquecem que em 1998, após 4 anos de plano real e do governo de FHC, o Brasil estava de pires na mão pedindo esmola ao FMI.
O PIG é uma espécie de Kun klux klan dos americanos ou TFP, de alguns poucos católicos brasileiros, são a verdadeira ESCÓRIA das sociedades mundiais. No Brasil manipulam informações, requentam fatos, praticam o jornalismo do pior nível possível e ainda reclamam que a liberdade de imprensa está sendo cerceada.
Faltou uma ação "a la Chaves" contra o PIG brasileiro. Nisso o Governo Lula foi tímido demais.

Mônica Oliveira disse...

Eu gostaria de perguntar a todos que me mandaram mensagens indignadas sobre a condenação de Sakined: "Você protestou com essa garra contra a execução da americana? Não? Nem sabia? O que difere uma condenação da outra? Se não tem respostas objetivas e claras para isso por favor não entupa minha caixa de mail!"