quarta-feira, 18 de agosto de 2010

A judicialização da política e a banditização da Justiça!

Todos já discorreram à vontade sobre o processo que experimentamos, com a extrapolação dor poder Judiciário, que passou a ocupar o espaço(vago, é verdade)legislativo e, por conseqüência, se trannsformou em nova instância de disputa política-partidária.

Os efeitos desse processo são muitos.

Um deles, assistimos agora:

O atentado a um presidente de TRE, do Sergipe. Quanto mais se mistura a uma atividade que não lhe diz respeito, mais corre o risco de ser tragado pelos calores da disputa, nesse caso, mortais!

Não conheço o caso, não sei nada sobre o Inquérito, mas a pouquíssima experiência que tenho na Polícia me diz:

Esse tipo de "bronca" não se dá apenas por descontentamento com uma decisão ou sentença. Quem tem "poder e disposição" para um ato desses, com certeza dispõe de "milhões de argumentos jurídicos" para demover qualquer "obstáculo processual".

O crime se assemelha mais ao bom e velho "acerto de contas", onde uma das partes "cobra" com a vida(ou pior, com a morte) o que foi prometido, e não entregue, na linguagem da bandidagem: "um banho!"

Tenho certeza que essa será uma das possibilidades aventadas na averiguação, embora que, para a boa saúde e "credibilidade" da Justiça, ninguém irá admitir tal hipótese, até que se confirme!

Um comentário:

Anônimo disse...

Já diziam os romanos: Muita justiça = muita injustiça!