segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Hospital público no joelho dos outros é refresco!

O governador do Estado do Rio de Janeiro está internado em um luxuoso hospital privado em Copacabana.

Ué, se tudo está tão bem na saúde pública do ERJ, por que o governador não utiliza o sistema que ele mesmo gere?

4 comentários:

Anônimo disse...

O guarda do Shoping Estrada está multando com força, não escapa um. Agora para comprar uma passagem temos que deixar o carro longe e corre mais risco de ser assaltado. Aliás será que os rapazes que cobram no estacionamento são concursados? E o dinheiro ? vai para quem? O espaço é público ou não? Cambada de safados.

Uenfezado disse...

UPA! UPA! Cabralzinho!

Anônimo disse...

Vamos parar de hipocrisia. O Cara é autoridade maior do Estado. se você tivesse condições não iria para um hospital desses?! Nada mais justo para o Governador do Estado né. Fala sério.

douglas da mata disse...

Caro comentarista,

Não se trata de hipocrisia, trata-se de constatar fatos, o que nem sempre favorece àqueles que admiramos, pois:

1. Um governador, como maior autoridade do Estado, ou qualquer outro, que ocupe os "andares de cima" de nossa "cadeia alimentar social merece sempre o MELHOR, isto concordamos;

2. O problema é que o MELHOR não seja o que todos podem ter, esse é o problema. É a isso que esse texto se refere;

3. Ora, saúde é um dever do Estado, e o Estado, nesse caso, gerido pelo governador, deveria oferecer o MELHOR, ou estar entre o MELHOR, cabendo ao usuário/contribuinte escolher onde se internaria;

4. Mas infelizmente, como constatamos, o MELHOR só está ao alcance de quem pode pagar, ou nesse caso, ao alcance de quem "pode", e é o chefe do executivo estadual, para quem, aliás, nós pagamos o salário para que na hora dele usar esse salário, use no sistema privado, enquanto a população sofre no sistema público, que ele gere, como já dissemos!

Resumindo: pagamos a ele altos salários, lhe damos poder, para que tenhamos o pior, enquanto ele PODE usar o melhor!

Legal, não?