quarta-feira, 25 de agosto de 2010

E a CPI dos Royalties?

Bom, se há realmente um "novo" momento na Câmara, com uma configuração que não seria favorável ao casal da lapa, por que não implementar agora as investigações pendentes sobre a má-utilização dos recursos advindos da extraçãode petróleo em nossa bacia?

Desde que foi abortada, por mais um clássico "acerto" entre todos, surgiram novos fatos "determinados", como por exemplo:

A anulação das eleições de 2008, com a suspensão do mandato da ex-prefeita se deu por abuso de poder econômico, onde ela e o deputado federal arnaldo vianna tornaram-se inelegíveis. Nessa sentença, os meios de comunicação que servem a ambos os lados são apontados como beneficiários/cúmplices do abuso.
Ora, não caberia começar a investigaçãode desvio de royalties por uma evidência(fato determinado)tão cristalino e abrir a "caixa preta" que é a relação do ´órgãos governamentais da cidade com a midia tradicional e agências de publicidade e propaganda?

Como já dissemos, os fatos estão mais que determinados, mas quem não parece muito determinada a fazer o seu papel(fiscalizar o Executivo) é a casa de telhado de vidro!

Nenhum comentário: