quinta-feira, 1 de julho de 2010

Gabiente de crise 4!

Não há mais espaço para especulações. Os fatos falam por si. Os partidos, sociedade civil, todos, enfim, devem se reunir para proporem uma agenda mínima de governabilidade a esse prefeito-clone-tampão, para evitar que as ervas daninhas que nos jogaram nesse lamaçal institucional cresçam novamente!

É bom que se diga em alto e bom som ao prefeito-clone-tampão acerca da provisoriedade e precariedade de seu mandato.

Cabe a oposição fazer o que não fez até agora. Representar seus eleitores, aglutinar as forças políticas que desejam a superação desse modelo que se encontra em estado vegetativo, ou de morte cerebral.

O nome que deverá representar essas aspirações deve estar balisado por alguns critérios, dos quais destaco: Não estar no cumprimento de nenhum mandato, o que aumentaria as chances "simbólicas" de renovação!

2 comentários:

Antônio Olegário disse...

Douglas, e os nomes que foram sugeridos para uma nova frente ( acho que foi no blog do Cláudio Andrade ou aqui, não recordo) em um dos posts feitos uns dois meses atrás? Essa é a hora.

abraços

douglas da mata disse...

Foi publicado aqui, e o o Cláudio repercutiu, caro Antônio.

A bola está com eles.

Um abraço.