domingo, 11 de julho de 2010

Eleições, recordes e dopping!

Como já estão em campanha, em total desrespeito a um aliado(e parente)que ocupa a prefeitura como preposto, e para isso sacrificou sua candidatura à ALERJ, os aliados da ex-prefeita rosângela("adhemar")de barros continuam a repetir uma mentira mil vezes, para lhe dar o condão de verdade, como ensinam os manuais da propaganda nazista.

Dizem aos quatro ventos que a ex-prefeita foi cassada por causa de uma entrevista! MENTIRA!

Uma simples entrevista não motivaria uma ação dessa magintude, e nem ensejaria uma anulação de pleito, pois qualquer rábula de tribunal sabe o quanto esdrúxula é essa tese!
Que tipo de advogado deixaria um processo tomar esse vulto, se fosse apenas motivado por uma violação do direito de livre expressão da então candidata, e no caso, a liberdade de imprensa da empresa que veiculou as peças, ainda que vinculadas ao grupo político atingido pela sentença, como argumentam?

Bom, dito isso, é preciso dizer mais:
Se a corrupção que grassou em outros governos(todos "filhos" do garotismo) é a doença da administração pública, o abuso de poder econômico é a doença mais grave de Democracia!

Abusar de poder econômico durante a eleição é como tomar drogas para competir em modalidades esportivas.

É angariar condições desproporcionais para derrotar o adversário! E de onde vem o recurso? E mais, quem patrocina tais interesses nas eleições, o que vai esperar do eleito? Vai "turbinar" campanhas de "graça"? NUNCA! Sabemos que "there's no free lunch"(não há almoço grátis), como dizem os estadunidenenses, doutores em lobby, e conscientes das mazelas da pressão do poder do capital sobre o poder político.

Assim, a folha da manhã apostou e "turbinou" a campanha de arnaldo vianna, porque esperava benefícios na sua gestão. Tal e qual o grupo o diário fez com a ex-prefeita!

Simples assim.

Concorreram as eleições dopados pelo poder econômico! Com isso batem recordes de popularidade, mas isso nada tem a ver com competição, ou melhor, com Democracia!

Mas vão tentar te convencer que  cometeram crimes menores!

Nenhum comentário: