segunda-feira, 28 de junho de 2010

Hexacampeões.

O clima de Copa do Mundo tenta rivalizar com os útlimos acontecidos na esfera política dessa cidade, mas em vão.

As "torcidas" rivais levam a expectativa a níveis estratosféricos. De um lado, os que torcem pela queda da prefeita, de outro, os que prentendem que ela fique.

Como árbitro desse jogo, os magistrados do TSE.

Esse é o grande problema de nossa sociedade. Nos últimos anos, reduzimos nossa participação popular a torcer contra uns, e a favor de outros.
Logo, perdemos o controle do processo eleitoral, que afinal  deveria se decidir sob o império da vontade popular.
Mas na medida que aceitamos as simplificações do exercício da política a trocas simples, e legitimamos assim toda aa sote de clientelismo, passamos a eleger prefeitos sempre sub judice.

Assim vamos mais uma vez. Na torcida, sem qualquer possibilidade de influirmos no resultado do jogo. Quem poderia utilizar seu capital político para fazer frente a esse caos instituicional: partidos políticos, entidades de classe, sindicatos, associações, etc, ou estão em "coma", ou foram cooptados.

Deste jeito caminhamos para o hexacampeonato: 06 prefeitos desde 2004.

Nenhum comentário: